Viagem
Conhecendo o Chile de norte a sul
Fotografia
6 on 6: abril de 2017
Fotografia
6 on 6: agosto de 2017
Dicas
Siga a Minka Winka nas redes sociais
Ilustração
Usando bico de pena pela primeira vez
Continue Lendo

Com essa onda mística tomando conta das redes sociais, enchendo os feeds de imagens relacionadas a esoterismo, bruxaria e esoterismo, me peguei pensando em como o Brasil é um país supersticioso. É difícil encontrar alguém que não seja. Vocês acreditam em superstições? Se sim, vocês não estão sozinhos! Descobri que o Brasil é um dos países mais supersticiosos do mundo, muito devido ao fato de ter sido colonizado com uma forte tradição católica, da qual surgiu grande parte das superstições. Segundo o site Brasil Escola, toda superstição é uma crença baseada que certas atitudes, números, palavras, cores, objetos, podem trazer azar ou sorte. Basicamente é acreditar que algo pode trazer fortuna ou infortúnio, o que não impede que cada um possa ter as suas próprias superstições, com o seu sistema de crenças individual. Além disso, segundo o site Sua Pesquisa, as superstições também podem ser crenças populares passadas de geração para geração, as quais, muitas vezes, não possuem uma explicação científica. Abaixo mostramos algumas das principais superstições envolvendo cores, números e objetos no Brasil.

As superstições envolvendo cores

Fonte: Divulgação

No Brasil, vestir branco no reveillon é uma forma de desejar um próximo ano melhor, como uma página em branco pronta para ser preenchida de pequenas felicidades. Que tal fazer os seus próximos 365 dias cheios de inspiração e de motivação? Além disso, há quem diga que usar preto em algumas ocasiões pode ser uma forma de bloquear as boas energias e, dessa forma, abrir espaço para que mais desventuras aconteçam em nosso dia a dia. Já o amarelo simboliza otimismo e animação; o azul, saúde; o verde, estabilidade, esperança, confiança e segurança; o rosa e o vermelho representam o amor e a paixão. O laranja é ideal para quem quer ter mais coragem; o roxo, para quem quer quer desenvolver a espiritualidade e melhorar a intuição. Já o marrom indica mais maturidade; e o cinza, modernidade.

As superstições envolvendo números

Fonte: Portal Tucumã

Existem várias crendices envolvendo números, principalmente o 13. Para o ex-técnico brasileiro Zagallo, esse é um número de sorte. Já para a grande maioria das culturas, é um número a ser temido, tanto que virou até fobia, com o nome de triscaidecafobia. Segundo o site Mega Curioso, o medo em relação a esse número vem de estórias e contos que relacionam maleficências ao número 13, como a crença de que, em uma mesa com 13 pessoas, o primeiro a se levantar está destinado a morrer. Por outro lado, de acordo com o site Personare, o 13 representa a necessidade de mudanças e de reestruturação na vida. Um ponto de vista bastante diferente do que estamos acostumados, não é?

Segundo o site Betway Casino, há outras superstições envolvendo números, como a convicção de que coisas ruins acontecem em 3 etapas ou de que o número 23 persegue algumas pessoas. Eu, particularmente, sou assombrada pelo número 11:11. Não importa o dia, sempre que eu olho o relógio, ele está marcando 11:11. Com alguém mais acontece isso?

Caso estejam curiosos para saber mais, vejam a simbologia por de trás de 31 números no site Superinteressante.

As superstições envolvendo objetos

Fonte: Plaza Hotéis

No Brasil, derrubar colher no chão significa a visita de um homem e derrubar garfo no chão significa a visita de uma mulher. Quebrar um espelho traz 7 anos de azar, assim como passar por baixo de uma escada ou cruzar o caminho de um gato preto. A fita de Nossa Senhora do Bonfim, de Salvador, traz sorte, bem como um trevo de quatro folhas, uma ferradura ou uma figa.

Segundo o site Homify, ter objetos quebrados e velharias pode atrair mais azar para o lar. Por isso, aqueles mais crentes garantem que uma boa limpeza física e espiritual transforma a energia de qualquer ambiente.

O que vocês acharam de cada uma dessas superstições envolvendo cores, números e objetos? Quais são as suas superstições pessoais envolvendo esses assuntos? Não deixe de comentar com sua opinião e também compartilhar este conteúdo nas suas redes socais! Se você não comentar e não compartilhar este artigo pode esperar muito azar!

Acompanhe nosso blog para mais dicas!

Gostou? compartilhe
postado por
Nayara
Futura escritora e a mais velha das gêmeas. Gosto de desenvolver projetos e compartilhar o processo criativo nesse cantinho que tanto amo. Afinal, melhor do que criar é mostrar que é possível fazer as coisas você mesmo.
Continue Lendo

Olá, pessoal. Como vocês estão?

Como falei aqui no blog, eu estava com muita vontade de voltar a desenhar usando métodos tradicionais. E foi por causa disso que comprei materiais novos, inclusive um bico de pena. Nunca tinha experimentado essa ferramenta antes e, como pensei que alguns de vocês também não tiveram a chance de usá-la, decidi registrar o passo a passo do processo.

Eu fiz o esboço no papel Aquarelle, da Canson. É um papel de gramatura 300g/m², bom para sketchs, mas não recomendo para pintura em aquarela: o papel encharca demais e fica enrugado quando seca. Por outro lado, achei o papel fácil de apagar, apesar da alta rugosidade da superfície.

Depois de pronto o esboço, comecei o contorno usando o nanquim Boku-Eki, da Daiso, o bico de pena da Zebra e a haste da Tachikawa. Num primeiro momento, estranhei a leveza do bico de pena e o fato de a mão parecer sem apoio, mas, depois de um tempo, percebi que essa leveza permitia que eu movimentasse o bico com mais liberdade.

Conforme se aperta o bico de pena no papel, as suas duas pontas se abrem liberando mais tinta, o que faz com que o traço fique mais espesso. Essa é a característica mais marcante do bico de pena, e eu particularmente adoro, porque dá mais movimento e estilo ao desenho. Além do mais, essa característica lembra muito mangá, não é?

Vocês devem ter reparado que o desenho está com vários borrões, né? É porque, por falta de costume, acabei passando a mão em cima do nanquim fresco. Com a prática, percebi que o ideal é rodar o desenho enquanto se está passando o nanquim para evitar as manchas.

Finalizado o contorno, decidi pintar o desenho com aquarela, mas acabei esperando pouco tempo. Eu tinha que ter esperado o nanquim secar bem (talvez de um dia para o outro), porque a água da aquarela amoleceu o nanquim e ele acabou escorrendo e se misturando com a tinta. Foi o que aconteceu com o cabelo, mas consegui reverter a situação deixando ele mais escuro para disfarçar os borrões.

Para a pintura com aquarela, o segredo é pintar de camada em camada, sempre esperando a anterior secar bem. É um processo demorado, mas o resultado compensa demais. Esse papel, em especial, não é muito bom para esse tipo de pintura, porque ele encharca rápido e enruga também (uma gramatura mais alta não resolveria o problema). O ideal é usar aquarela em papéis com uma alta porcentagem de algodão.

Esse é o resultado final depois de várias e várias camadas de aquarela. Ele borrou em alguns lugares, mas, apesar disso, gostei demais de como ficou no final. Caso queiram ver mais etapas do processo, eu compartilhei alguns videozinhos no meu Instagram (@nay_gemadeovo) mostrando detalhes do contorno e da pintura. Se tiver ficado alguma dúvida, deixe um comentário abaixo, que eu responderei com muito prazer.

Espero que tenham gostado da ilustração e até a próxima!

Gostou? compartilhe
postado por
Nayara
Futura escritora e a mais velha das gêmeas. Gosto de desenvolver projetos e compartilhar o processo criativo nesse cantinho que tanto amo. Afinal, melhor do que criar é mostrar que é possível fazer as coisas você mesmo.
Continue Lendo
Olá, pessoal. Como vocês estão? Depois de estudar tanto para concursos, o nosso corpo e mente já estavam pedindo por sossego! E não é que ganhamos o melhor presente de todos? Nossa mãe e irmã mais velha nos presentearam com uma viagem para o Chile. No início, ficou combinado que saberíamos o destino da viagem somente no aeroporto (Já pensou que demais?), mas nossa irmã acabou revelando,...
Continue Lendo
Olá, pessoal! Como vocês estão? Vocês acreditam que o último Coisas Aleatórias foi escrito em janeiro? Esse longo intervalo se deu, porque estivemos estudando desde fevereiro e tivemos pouco tempo para manter as coisas atualizadas aqui no blog. Agora que tiramos férias dos estudos, podemos contar para vocês os últimos acontecimentos.  Materiais artísticos Vocês se lembram dos materiais artísticos que comprei? Eles chegaram após 12 dias de...
Continue Lendo
Olá, pessoal. Como vocês estão? Há alguns dias, a Pantone anunciou a cor para o ano de 2018: a Ultra Violet. Em substituição ao Greenery, o tom comunica inovação, pensamento visionário e promete iluminar o próximo ano ao instigar questionamentos e fomentar a imaginação acerca do universo. Segundo a Pantone, a Ultra Violet sugere os mistérios da noite e do cosmo, bem como o misticismo e a...
Continue Lendo
Olá, pessoal. Como vocês estão? Faz bastante tempo que não posto na sessão Decoração, não é? Que bom que minha rotina de estudos finalmente acabou e agora posso contar para vocês as coisas legais que fizemos. Durante esses meses de preparação para concurso, acumulamos muito material didático — pilhas e mais pilhas de provas, impressões, exercícios e livros espalhados pelo estúdio. Assim que entramos de férias, eu e...
Continue Lendo
Oi, pessoal. Como vocês estão? Depois de tanto tempo só fazendo ilustrações digitais, me bateu uma tremenda vontade de voltar para o tradicional — usar lápis, papel, borracha, aquarela e lápis de cor. No entanto, fui testar meus materiais antigos e descobri que muitos deles estavam estragados: as canetas nanquim estavam ressecadas e já não estavam funcionando mais. Por causa disso, resolvi repor minhas canetas e comprar...
Continue Lendo
Olá, pessoal. Como vocês estão? Depois de dar uma olhada no meu computador antigo, descobri que tenho vários desenhos prontos que nunca foram publicados. Decidi que vou postá-los de pouquinho em pouquinho aqui no blog, por que, afinal, ninguém merece ficar com tanto conteúdo escondido num HD, não é? Não me lembro exatamente de quando as ilustrações abaixo são, mas sei que foram desenvolvidas para estampar um...
Continue Lendo
Olá, pessoal! Como vocês estão? Faz bastante tempo que eu e a Mariana não atualizamos o blog, não é? Mas agora as coisas vão mudar, porque finalmente conseguimos uma folga para movimentar as coisas por aqui! A verdade é que nós duas estivemos estudando para um concurso público desde de fevereiro deste ano e, por causa disso, não conseguimos atualizar o blog como queríamos. Mas, enquanto estávamos...
Continue Lendo
Olá, pessoal. Como vocês estão? O antigo layout já não estava nos agradando tanto, e sentimos que estava na hora de o blog ter uma identidade visual nova. Não queríamos fazer por conta própria o novo layout, porque não somos webdesigners e nem fazemos ideia de como confeccionar um layout do zero. Sempre fizemos os layouts partindo de um template pronto e editando o código até chegar...