Viagem
Conhecendo o Chile de norte a sul
Fotografia
6 on 6: abril de 2017
Fotografia
6 on 6: agosto de 2017
Dicas
Siga a Minka Winka nas redes sociais
Ilustração
Usando bico de pena pela primeira vez
Continue Lendo

26 fatos sobre mim + Gema de Ovo

Olá, pessoal. Tudo bem?

A ideia inicial era que esse post fosse feito em forma de um vídeo, o de estreia do canal. Acontece que a minha desenvoltura frente às câmeras é zero e nem as cinco tentativas que fizemos foram suficientes para render um minutinho de vídeo sequer. Frustrações à parte, decidi fazer esse post em forma de texto mesmo e trazer alguns fatos sobre mim para vocês começarem a diferenciar a Mariana da Nayara. Preparados para conhecer um pouquinho sobre mim?

1// Já vi OVNI duas vezes. A primeira vez foi uma sonda alienígena metálica e ela estava aterrissando a alguns metros da minha casa. A segunda vez foi uma esfera de luz azul que percorreu uma trajetória retilínea descendente e simplesmente desapareceu em frente aos meus olhos. Sorte que nas duas vezes eu estava acompanhada e as pessoas puderam testemunhar a meu favor!

2// Já quebrei a costela tossindo. Aqui em Brasília é muito seco em determinadas épocas do ano e sempre que o clima fica assim, um tosse terrível toma conta do meu ser. Ela é tão sinistra que dura meses e, em um desses ataques, trinquei uma costela. Pra vocês verem…

3// Fiz quatro anos de japonês…e não lembro de nada. Resquícios da minha época de otaku que sonhava em assistir aos animês sem legenda. Bons tempos!

4// Furei meu pé com prego duas vezes. A primeira, brincando de pique-esconde e a segunda, adivinhem, brincando de pique-esconde. Hehe!

5// Já saltei de para-quedas…e achei bem legal.

6// … e desci uma cachoeira de Rapel. Das atividades radicais que eu fiz essa foi a que mais gostei, tanto que já repedi a dose outras vezes. É tão tranquilo que você acaba não percebendo o perigo. Em uma dessas vezes eu acabei tirando a mão da corda para mostrar para a Nay um ninho de passarinho e comecei a despencar corda à baixo. Sorte que lembrei da explicação do instrutor, agarrei a corda com força e a coloquei na posição certa. Nisso foram uns bons segundos de queda livre. Não repitam isso em casa ou em cachoeiras!

7// Torrei meu primeiro dinheiro em 5kg de amendoim com casca e um ovo de codorna. Eu achava que o ovo de codorna era um ovinho de chocolate. Ledo engano. Bati o ovo na mesa achando que ia ter chocolate e o que teve realmente foi uma chuva de clara e gema. Já o amendoim vocês podem imaginar, passamos semanas e mais semanas torrando amendoim porque não bastaram os meus 5kg, a Nay comprou mais 5 também.

8// Quando criança tinha uma tenda que vendia pedras. No início era eu e a Nay que garimpávamos a areia que tinha perto de casa em busca de pirita e cristal. Depois que juntamos um bocado de pedra, contratamos os colegas para procurar mais, já que estávamos ocupadas com a divulgação dos “produtos”. Vendemos o nosso primeiro cristal por R$0,70 e torramos a grana toda em balinha e todo mundo saiu feliz. Ah, os 6 anos!

9// Construí meus próprios clubinhos de investigação catando madeira na rua e martelando até criar um ambiente “morável”. Eu era tão boa nisso que construía clubinho em cima de árvores, em terrenos abandonados e por aí vai. O meu último clubinho construído tinha dois andares e dava para ver as estrelas!

10// Já invadi dois shows da Shakira ficando escondida no banheiro químico por mais de 6 horas.

11// Tenho tricotilomania. Ou seja, sempre que estou muito relaxada ou ansiosa arranco cabelos do topo da cabeça. Teve uma época que essa compulsão era tão grave que cheguei a ficar careca.

12// Meu maior medo da vida é ser picada por uma cobra. Esse medo surgiu quando salvei a Nayara de um quase ataque de cobra quando tínhamos uns 6 anos.

13// Durmo mais de 8 horas por dia. Isso é um dom e eu amo!

14// Já fui expulsa da escola. Isso foi aos 14 anos por não concordar com o ensino da escola particular. Achava um absurdo o meu pai pagar por um ensino que eu considerava inferior ao da escola pública. A diretora ficou sabendo e o desfecho vocês já sabem.

15// As pessoas me chamam de tudo, menos de Mariana. A minha graça pode ser Neném, Nenéns, Gema, Gêmeas, Bobs, Nay, Nayara. Assim, misturando o plural e singular mesmo.

16// Eu peguei piolho, e foi esse ano. Isso aconteceu quando fui voluntária em duas creches aqui perto de casa. Não adianta prender o cabelo e evitar contato direto com os cabelos da criançada, o piolho vai arranjar um jeito e ir pra sua cabecinha e coçar até não querer mais. Eu tava quase voando de tanto piolho! Juntou uma galera para me catar até acabar com essa praga. No fim tive que passar remédio mesmo e fiquei 100% livre deles.

17// Meu artista favorito é o MIYAVI. Ele é um músico japonês talentosíssimo que arrasa na guitarra. Ultimamente ele vem tentado carreira como ator e surpreendeu profissionais da área no seu primeiro filme, o Invencível, dirigido pela Angelina Jolie. Sabem aquele japonês que bate em todo mundo? Pois é! Esse é o meu MIYAVI!

18// Eu quase fui seduzida por um boto-cor-de-rosa que era cinza. Reza a lenda que você não pode entrar menstruada em um rio na amazônia que o boto te engravida. Banquei a imprudente e entrei na água assim mesmo. Um boto boiou do meu lado e entrei em desespero. Não que eu achasse que fosse engravidar, longe de mim. É porque não sei nadar e ver um bicho enorme daquele me deixou sem reação. Sorte que eu estava com colete e nada ruim aconteceu!

19// Brinquei na rua até os 18 anos. Sempre fui a rueira de passar horas e horas brincando até cansar. Minhas brincadeiras favoritas eram queimada, pique-esconde, bete, mês, elástico, pedra e investigar. Qual é a de vocês?

20// Já escalei um poço por diversão. Abriram um poço na casa de um vizinho e, como não dispensava qualquer aventura, juntei com a minha amiga Jessyca e descemos o poço com uma corda. Achamos a descida muito café-com-leite e, para elevar o nível, decidimos dispensar a corda e subir com estilo.

21// Invadi casas para investigar os moradores. Aos 12 anos eu era muito afetada pelos romances policiais que eu lia. Era só os moradores viajarem que eu e a trupe invadíamos as casas em busca de um grande mistério. Vai que tinha um corpo? Ou um baú de tesouro? Ou objetos roubados? No máximo encontramos um morcego morto, mas foi o bastante para assustar a galera e nunca mais fazermos isso.

22// Quando eu bebo, eu choro. Pois é. Simples assim. É só beber qualquer bebida alcoólica que começo a chorar desesperadamente. Mas depois de 3 minutos, eu já estou rindo descontroladamente.

23// Inventei um grupo pop infantil que tinha até música e coreografia. “Eu quero que você seja feliz./ Eu quero que você esteja contente./ Do fundo do meu coração!”

24// Fiz uma história em quadrinhos por 4 anos e a abandonei por causa do vestibular. Esse foi um dos projetos mais legais que eu fiz. Gostei tanto desse fanzine que guardo os originais comigo até hoje, mesmo já tendo passado mais de 10 anos.

25// Já me afoguei com caldo de Miojo. Imagina a cena: Miojo + amiga no telefone + piada + gargalhada. Não podia dar outra, né? Passei a tarde tirando macarrão das minhas vias aéreas. Aquilo ardeu muito!

26// Não sou muito boa com esportes, mas arraso na queimada. Se queimada fosse um esporte olímpico, eu seria cheia de medalhas de ouro.

Agora vocês me perguntam, por que 26? Porque achei que não tivesse tantas curiosidades a meu respeito assim e decidi parar na minha idade mesmo. Em breve a Nay postará 26 fatos sobre ela também. Ansiosos para saber o que ela tem para contar?

É isso, pessoal! Até mais!

Facebook  |  Twitter  |  Instagram da Mariana  |  Instagram da Nayara  |  DeviantArt  | Bloglovin’

badge_post_01

Leia mais sobre 26 fatos sobre mim
Gostou? compartilhe
postado por
Mariana
Gêmea mais nova e fissurada por jogos de tabuleiro. Amante das artes e fascinada por fazer as coisas com as próprias mãos. Se não consegue encontrar na loja o que deseja, vai lá e faz.
  1. bia reys 14/08/2015

    caramba! que tenso essa tricotilomania. Mas o que me deixou mais de boca aberta foi o segundo item. imagino a dor que tu não deve ter sentido. tipo, já tava mal com a tosse, doendo o peito, e aí, de repente, racha o osso. >__< Mas que legal saber um pouco mais sobre vocês! pelo visto, tiveram uma infância bem agitada, não?! xD

    • Mariana Brito respondeu bia reys 19/08/2015

      Nossa infância foi muito agitada! Nós sempre fomos muito rueiras e atentadas, então era o tempo todo se machucando, aprontando e se divertindo. foi uma época bem legal que lembro com bastante carinho. Pois é, essa minha compulsão em arrancar cabelo é muito tensa, mas estou tratando isso com o meu terapeuta. Tomara que dê certo. Quando eu furei o pé tive que tomar vacina contra tétano, e na segunda vez, tive que tomar de novo. Acho que essa é a vacina que mais tomei, ainda mais que já fui muito mordida por cachorro e sempre tive que tomar. Mas pelo visto a sua irmã teve uma infância bem agitada tbm, né?