Viagem
Conhecendo o Chile de norte a sul
Fotografia
6 on 6: abril de 2017
Fotografia
6 on 6: agosto de 2017
Dicas
Siga a Minka Winka nas redes sociais
Ilustração
Usando bico de pena pela primeira vez
Continue Lendo

Jogos_2-01Olá, pessoal. Como vocês estão?

Não sei aí onde vocês moram, mas aqui em Brasília a chuva não está dando trégua e, por causa disso, precisamos usar a criatividade para aproveitar o dia sem precisar sair de casa. Há quem prefira colocar as séries em dia, assistir aquele título novo no Netflix ou dar uma atualizada nos livros lidos da estante. Confesso que adoro todas essa atividades, mas tem uma em especial que é minha favorita: chamar os amigos para jogar jogos de tabuleiro!

Sempre gostei de jogar, mas minha paixão reacendeu quando decidi que o tema da minha primeira diplomação em Desenho Industrial seria: desenvolver um jogo de tabuleiro com temática medieval. Depois disso, fiz várias pesquisas, conheci os jogos de tabuleiro modernos e saí daquele universo restrito de títulos como Jogo da Vida, War, Banco Imobiliário, Detetive…

Não sei se vocês sabem, mas fora do Brasil os jogos de tabuleiro não são vistos como brincadeira de criança e o mercado é tão promissor que inúmeros títulos são lançados anualmente, tendo até convenção para eleger o melhor jogo do ano. Pensando nisso, a Grow, marca de jogos e brinquedos, decidiu investir em jogos de tabuleiro modernos, trazendo vários títulos vencedores do Spiel des Jahres, Jogo do Ano, prestigioso título alemão, para o Brasil.

Decidi listar os melhores jogos de tabuleiro da Grow na minha opinião. Alguns são jogos modernos, outros clássicos, alguns vencedores do Jogo do Ano, alguns somente indicados para a premiação e outros sem prêmio algum. Querem saber que jogos são esses? Vem cá conhecer um pouquinho das suas regras e, quem sabe, eles podem se tornar seus favoritos também!

5º Imagem e Ação

Esse não é um jogo moderno e tampouco vencedor de alguma premiação, mas ele precisava aparecer nessa lista porque é o que faz mais sucesso quando temos muitos participantes para jogar. Isso porque é bastante divertido, desafiador e, acima de tudo, interativo. Arrisco dizer que é o mais interativo dos jogos listados.

Ao invés de jogarmos como ditam as regra do jogo, aproveitamos as cartas e o tabuleiro e jogamos da nossa forma: dividimos dois times e um participante de cada lado tem 1 minuto e meio para fazer todas as mímicas do papel. O time anda a quantidade de palavras acertadas na trilha do tabuleiro. Vocês já haviam jogado assim? Essa é a forma que adotamos e se tornou tão natural para gente que nem sabemos quais são as regras originais dele hehe.

4º Rummikub

Tive a oportunidade de conhecer esse jogo incrível faz pouco tempo e precisei comprar logo um para mim. Na verdade eu desejei tanto que minha irmã me deu de presente hehe. O mais legal do Rummikub é que ele não tem idade; sua mãe, seu pai, a avó, o tio, ou seja, todo mundo vai poder jogar e se divertir sem erro, já que possui regras muito simples, poucas peças e o melhor de tudo, é super intuitivo. Quem costuma jogar jogos de cartas como canastra ou buraco vai se identificar demais com esse jogo. Vale lembrar que Rummikub ganhou o prêmio de Jogo do Ano em 1980!

O jogo é dividido em duas fases: a primeira, obter trinta pontos por meio de trincas, quadras, quinas e por aí vai, a partir do somatório dos números das pedras. A segunda, abaixar os trinta pontos ou mais na mesa e tentar eliminar todas as pedras da mão encaixando os números nos jogos da mesa.

3º Colonizadores de Catan

Começamos agora com o terceiro colocado que é queridinho nosso, Colonizadores de Catan, que ganhou como melhor Jogo do Ano em 1995. Na verdade, eu nem sei qual a melhor posição para ele, já que poderia estar fácil no segundo lugar, mas decidi colocar ele aqui mesmo somente por um motivo que muito me desagrada, o jogo básico permite somente 4 jogadores. Há pouco tempo a Grow lançou a primeira expansão que permite o acréscimo de mais dois jogadores, mas como ainda não possuo a expansão, não posso dizer a minha opinião sobre ele.

Em Colonizadores de Catan somos apresentado à ilha de Catan que possui 6 diferentes terrenos (Floresta, Colina, Pasto, Lavoura, Montanha e Deserto) capazes de produzir 5 matérias-primas: madeira, tijolo, ovelha, trigo e minério. O deserto não produz nada. O jogo é basicamente de gerenciamento de recursos e funciona da seguinte maneira: ganhar matérias-primas a partir do sorteio dos dados, trocá-las por melhorias para expandir o território e adquirir pontuação para vencer o jogo. Quem completar 10 pontos primeiro é o grande vencedor.

2º Domínio de Carcassonne

Em o Domínio de Carcassonne, vencedor do Spiel des Jahres em 2001construímos o tabuleiro ao mesmo tempo em que jogamos! Acho isso genial! O jogo conta com pouquíssimas peças e um conjunto de regras tão fechadinho e único que me enche de empolgação toda vez que vou jogar. Como alguém conseguiu desenvolver um jogo tão simples, tão estratégico e ao mesmo tempo tão original com tão pouca peça?

O jogo não possui dados, o que diminui bastante o fator sorte do jogo, sendo selecionado o jogador inicial por meio da idade. Bem diferente, né? O primeiro jogador começa encaixando uma peça (tile) na peça inicial do jogo expandindo os domínios de um cidade, estrada, campo ou monastério. Caso ele queira ter posse dessa nova construção, um dos pinos (meeples) que ele possui deverá ficar posicionado sobre esse tile até que essa cidade, estrada ou monastério seja concluído.  O vencedor do jogo é o jogador que conseguir adquirir a maior contagem de pontos ao final do jogo.

1º Puerto Rico

Em primeiríssimo lugar está o aguardado lançamento para abril da Grow, Puerto Rico. Só tive uma oportunidade de jogar Puerto Rico com o tabuleiro físico, todas as outras vezes eu joguei on line, mas isso não me impediu de colocar ele em primeiro lugar na lista dos melhores jogos da Grow!

Os jogadores são proprietários de fazendas em Puerto Rico. São plantados até 5 tipos diferentes de produtos: Indigo, Café, Açúcar, Tabaco e Milho, e os jogadores devem desenvolver seus negócios mais rapidamente que seus oponentes. Os jogadores podem escolher a ordem das fases em cada turno, e a habilidade em pensar estrategicamente em como utilizar esse recurso do jogo fará com que o jogador seja o grande vencedor.

O que vocês acharam da indicação de hoje? Vocês costumam jogar jogos de tabuleiro? Quais vocês mais gostam? Me conte nos comentários a opinião de vocês que eu adoraria saber!

Até mais!

Facebook  |  Twitter  |  Instagram da Mariana  |  Instagram da Nayara  |  DeviantArt  | Bloglovin’

Leia mais sobre Jogos de Tabuleiro
Gostou? compartilhe
postado por
Mariana
Gêmea mais nova e fissurada por jogos de tabuleiro. Amante das artes e fascinada por fazer as coisas com as próprias mãos. Se não consegue encontrar na loja o que deseja, vai lá e faz.
  1. Monique 23/03/2015

    Faz tanto tempo que eu não jogo um jogo de tabuleiro, e justamente o ultimo que eu joguei era do Grow e era sobre um grupo de crianças que tinham que chegar no castelo de uma bruxa passando por lugares como uma floresta. Faz tanto tempo que não lembro direito, mas esse seu post me fez relembrar o quão divertido eram os jogos de tabuleiro.

    http://www.leitecombiscoitos.com/

    • Mariana Brito respondeu Monique 25/03/2015

      Eu nunca ouvi falar desse jogo, mas pelo jeito que você contou ele parece ser bem infantil mesmo, daqueles que a criançada pirava quando jogava! Hehehe! O legal que hoje em dia você não precisa comprar jogos para poder matar a saudade, existem diversas casas de jogos que ensinam as regras e permitem que as pessoas joguem. É bem legal para quem quer desembolsar muito dinheiro pra jogar só uma vez. Recomendo!

  2. Nicolle Por Deus 25/05/2015

    Joguei Catan e Carcassonne esses dias e logo lembrei desse post que você elaborou, Mari! Agora conheço três da lista, YAY FJGFDNJGNDJ

    É ótimo como a Grow elabora jogos com propostas como essas. Catan me conquistou demais (tanto que estou considerando comprar um pra mim, quando o dimdim permitir hahahaha).

    • Mariana Brito respondeu Nicolle Por Deus 26/05/2015

      Agora só faltam 2, o Puerto Rico e Rummikub! Eles são beeeeeem legais, recomendo bastante! Faz pouco tempo que comprei o meu Puerto Rico e ele não sai mais da mesa! Toda hora que nos reunimos, jogamos ele várias e várias vezes seguidas. Se um dia você tiver uma oportunidade, pode jogar sem medo. Ele pode parecer complexo à primeira vista, mas depois que acostuma é super tranquilo.

  3. Julia Venancio 21/07/2015

    imagem e ação é o meu preferido!

    http://www.sonhodemargarida.blogspot.com

    • Mariana Brito respondeu Julia Venancio 22/07/2015

      Eu gosto bastante de imagem e ação também! É um jogo bastante divertido, engraçado e propício a pagação de mico. Adoro!

    • Mariana Brito respondeu Julia Venancio 29/07/2015

      Adoro o Imagem & Ação tbm! Ele é sempre o queridinho quando estamos em muitos jogadores aqui em casa!

  4. […] Aposto que essa é uma das dicas para aproveitar as férias mais incomuns! Eu sempre menciono aqui no blog o meu vício em jogos de tabuleiro e não poderia deixar de comentar mais uma vez. Jogos de tabuleiro são divertidos, estimulam o raciocínio, exploram a interação e ainda por cima rendem altas risadas. Eu sou fã de carteirinha e, se você não tem o hábito de jogar e gostaria de experimentar esse novo hobby, aqui vai um post que fiz apresentando 5 títulos que merecem a sua atenção. […]

  5. Tiago Ratto 18/02/2016

    Mariana, muito legal o post! Você deve dar ainda uma olhada nos jogos da Galápagos Jogos e Devir, e também nos lançamentos desse ano: http://www.ludopedia.com.br/lista/1700/lancamentos-no-brasil-em-2016

    Se gostou de Puerto Rico, vai gostar de Agricola provavelmente!

    E só para constar, dê uma olhada nestes artigos:
    http://www.crazymeeples.com.br/2016/02/01/a-historia-completa-dos-boardgames/
    e
    http://www.crazymeeples.com.br/2016/01/30/navios-de-puerto-rico/

    • Mariana Brito respondeu Tiago Ratto 19/04/2016

      Depois de 2 meses que vim responder o seu comentário. Desculpe o atrasado! Sim, eu acompanho a lista das outras marcas também e acho alguns títulos muito bons, como o Ticket to Ride. Mas como a Grow continua sendo a marca mais conhecida, resolvi listar no primeiro post os jogos mais legais deles, na minha opinião. Só joguei o Agricola uma vez, mas não deu tempo de pegar a ideia do jogo. Quero ter a oportunidade de jogar ele novamente. Boa, Tiago! Vou ler esses artigos que você me recomendou sim. Obrigada pelo comentário e volte sempre! 🙂