Dicas Ilustração

7 dicas imperdíveis para colorir com lápis de cor #2

29 de janeiro, 2017 por

Olá, pessoal. Tudo bem?

Quando a Mariana escreveu o 7 dicas imperdíveis para colorir com lápis de cor #1, nós duas não tínhamos feito nenhum curso de pintura com lápis de cor e, portanto, as técnicas apresentadas eram fruto da nossa experiência prática de anos de desenho. Mas hoje, depois de ter feito um extenso curso de pintura com lápis de cor voltado para ilustração científica, sinto que temos muito mais conteúdo para apresentar.

Querem aprender como pintar com lápis de cor e colorir de forma realista?

Então, bora lá!

como pintar com lápis de cor

1// Óleo mineral

Assim como o lápis de cor aquarelável é diluído em água, o lápis de cor comum é dissolvido em óleos. Para que sua pintura fique uniforme, o ideal é passar um pouco de óleo mineral com um cotonete sobre a base da sua pintura e esfregar suavemente até preenchê-la por completo. O resultado fica perfeito, bem lisinho e homogêneo, pronto para serem feitas as sombras e os detalhes. Se a ponta do cotonete for muito grande comparado à área que você deseja uniformizar, use um daqueles cotonetes de maquiagem com a ponta cônica, ele é perfeito para áreas menores. Só cuidado para não usar óleo demais e deixar o papel transparente e encharcado, ok?

2// Boleador ou estilete

Para dar um melhor acabamento em cabelos, é recomendado usar um boleador fininho antes do início da pintura. Passe o boleador pelo comprimento do cabelo, de cima para baixo, marcando alguns fios. Esse processo cria sulcos no papel, que não vão ser preenchidos quando você pintar o cabelo. Se você não tiver um boleador, use uma caneta esferográfica sem tinta que dá o mesmo efeito, contanto que a espessura seja proporcional aos fios de cabelo.

Se você não quiser usar um boleador para esse fim, use um estilete para raspar a pintura e criar alguns fios de cabelo. O estilete vai tirar a carga da mina e expor o papel por baixo da camada de lápis de cor. O efeito fica ótimo e bem realista, e a técnica também pode ser usada para outros detalhes além de fios de cabelo.

3// Borracha

Para criar áreas iluminadas na pintura, use uma borracha e tire o excesso de carga do papel. Essa é uma técnica bastante útil, pois ao apagar o lápis de cor, se cria luzes homogêneas e bastante reais. É recomendado usar borrachas macias e que esfarelam, e caso queira iluminar pequenas áreas, use canetas borracha. Tome cuidado para não esfregar a área com força e acabar rasgando o papel.

4// Algodão

Se você quiser pintar uma área grande com agilidade, use o farelo do lápis de cor e esfregue com um pedaço de algodão. A pintura fica uniforme e bem clarinha, mas é só você fazer várias camadas para deixar a cor mais vibrante. Eu uso principalmente quando quero dar um efeito de pastel seco no meu desenho.

5// Blender

O blender é um lápis sem pigmento à base de cera que serve para misturar cores e uniformizar a pintura. É muito superior ao lápis de cor branco para misturar, porque não deixa carga sobre a pintura e não embranquece as cores. Se você quiser saber mais sobre o uso de lápis de cor branco, acesse a primeira parte desse post.

6// Burnisher

O lápis burnisher, que também é usado para misturar cores, cria uma camada de cera sobre a pintura e confere um acabamento envernizado diferente de qualquer outro lápis. Ele também pode ser usado diretamente sobre o papel, o que impermeabiliza a área e impede a aderência de outros pigmentos.

7// Sobreposição de cores

Nessa técnica, a pintura é feita em camadas, ou seja, a construção das cores se dá pela sobreposição delas. Se você quer usar uma determinada cor no seu desenho, mas não gosta do tom padrão que vem na caixa, você pode chegar à ela sobrepondo outras cores. Caso você queira usar vermelho, por exemplo, primeiro preencha a área com a cor mais clara, no caso, o amarelo, e depois faça uma camada com a cor mais escura por cima, no caso, o magenta. Sempre comece pela cor mais clara e vá sobrepondo as cores mais escuras, pois assim é possível perceber o resultado conforme se está pintando e as chances de erro são menores. Nessa técnica, as sombras são feitas com sobreposição de cinza e não com um tom mais escuro da cor em questão, o que deixa o resultado mais realista.

Espero que tenham gostado do post de hoje! Se vocês quiserem saber mais sobre o assunto, acessem também 7 dicas imperdíveis para colorir com lápis de cor #1 e Materiais de desenho.

Até mais!

Facebook  |  Twitter  |  Instagram da Mariana  |  Instagram da Nayara  |  DeviantArt  | Bloglovin’

Previous Post Next Post