Browsing Category

Literatura

Literatura

Conhecendo o autor e suas obras: Carina Rissi

26 de setembro, 2015 por

Olá, pessoal. Tudo bem com vocês?

Eu adoro a sensação de deitar na minha cama, abrir o meu livro de cabeceira, sentir o cheirinho de cada página e viajar por histórias incríveis de tirar o fôlego. Esse é o tipo de coisa que amantes de literatura apreciam sem moderação. Como adoro difundir pequenos prazeres, quis trazer mais uma dica de autora, dessa vez nacional, para estimular os menos adeptos a iniciar essa prática que só traz benefícios. Para aqueles que estão tendo o primeiro contato com essa série de posts, vale a pena clicar aqui e conferir as obras da autora Rainbow Rowell.

Hoje eu vim apresentar a Carina Rissi, autora de Ariranha, interior de São Paulo, que tive a felicidade de conhecer em uma sessão de autógrafos aqui em Brasília. Os seus livros são destinados ao público jovem e contam histórias de personagens que poderiam ser suas amigas, tamanha a identificação que o leitor tem com cada uma delas. Se você gosta de um bom romance com pitadas de humor, os livros da Carina Rissi são uma ótima pedida!

1// Procura-se um Marido (2012)

Alícia é uma garota inconsequente e mimada, daquelas que sempre teve tudo que sempre desejou. Com a morte de seu avô e único parente vivo, ela é obrigada a se casar caso queira receber sua herança, já que ele a considerava muito imatura para lidar com uma enorme quantia em dinheiro. Dessa forma, ela decide burlar os termos do testamento colocando um anúncio em um jornal contratando um marido de aluguel.

2// Perdida (2013)

Sofia é uma garota da cidade grande acostumada com as facilidades do mundo moderno. Após comprar um celular novo, algo incrível acontece – ela é teletransportada para o século XIX, e se vê obrigada a permanecer nesse período até descobrir seu caminho de volta. Nesse meio tempo, ela é acolhida pela família Clarke e conhece Ian, por quem fica completamente apaixonada.

3// Encontrada  (2014)

Sequência do livro Perdida, em Encontrada, Sofia retorna ao século XIX preparada para viver o seu final feliz ao lado do Sr. Clarke. Porém, em meio aos preparativos do casório, ela percebe que se tornar a Sra. Clarke é mais difícil do que imaginava.

4// No Mundo da Luna (2015)

A vida de Luna está uma bagunça: foi traída pelo namorado, seu carro passa mais tempo na oficina do que com ela e o seu chefe teima em trocar o seu nome o tempo todo. Recém-formada em jornalismo e trabalhando como recepcionista no jornal Fatos & Furos, ela vê sua vida mudar quando é alocada para a seção semanal do horóscopo do jornal.

Destinado - Carina Rissi - Gema de Ovo

 5// Destinado (2015)

Continuação da série Perdida, o livro Destinado é um novo capítulo da história do casal pela perspectiva do Sr. Clarke. Tudo ia bem até o baile de aniversário de sua irmã Elisa, que se envolve em um escândalo deixando o irmão impotente diante da situação.

Quando encontrei a Carina Rissi na Livraria Cultura, lembro de ter dito o seguinte à ela: “O que mais gosto nos seus livros é que sinto que as personagens são minhas amigas e que estão contando os últimos acontecimentos para mim, sentadas numa mesa tomando café e comendo uma fatia de bolo. A forma que você escreve é tão simples e leve, que me faz devorar as páginas em pouquíssimo tempo e pensar em cada uma das protagonistas por bastante tempo”.

A leitura do segundo e terceiro livros da série Perdida ainda estão na fila de espera, mas já estou contando os dias para saber como termina as aventuras de Sofia. E para os fãs do trabalho da Carina, vem aí o Mentira Perfeita, sequência do livro Procura-se um Marido que tem lançamento previsto para o segundo semestre de 2016, tendo como protagonistas o Marcus, irmão do Max, e a Júlia.

Vocês já conheciam a autora? Qual dos livros da Carina Rissi vocês mais gostaram? Tem algum casal que vocês shippam mais acima de tudo? Ah, e se você gosta de novela coreana, os famosos K-Dramas, é certeza que você vai amar os livros da autora!

Espero que tenham gostado do post de hoje. Um beijão e até a próxima.

Facebook  |  Twitter  |  Instagram da Mariana  |  Instagram da Nayara  |  DeviantArt  | Bloglovin’

Literatura

Conhecendo o autor e suas obras: Rainbow Rowell

13 de agosto, 2015 por

Olá, pessoal. Como estão?

Quis trazer um conteúdo diferente para o blog e acabei percebendo que falamos bem pouco sobre literatura. Não que eu não goste de ler, longe de mim. Esse é um hobby que tenho desde de criança, quando peguei meu primeiro livro do Marcos Rey da Série Vaga-Lume na biblioteca da minha escola e não larguei mais. O amor foi tamanho pelas aventuras e mistérios que comecei a engatar outros romances e, consequentemente, conheci autores de diversos estilos. Pensando nisso, tive a ideia de lançar uma série de posts voltado para a apresentação de autores, contando um pouquinho sobre seus livros. Quem sabe vocês não se interessam também e passam a fazer da leitura o seu novo hobby?

A escolhida da vez é a autora americana de livros jovem-adulto Rainbow Rowell. Suas quatro obras, Anexos, Eleanor & Park, Fangirl e Ligações, já foram publicados no Brasil pela Editora Novo Século e receberam muitos elogios dos críticos e do público. Uma das qualidades que mais gosto na Rainbow Rowell é a facilidade em que conduz a história, com uma escrita simples, porém, profunda, fazendo com que nos identifiquemos com os personagens e torçamos por eles.

Prontos para conhecer um pouquinho mais dos seus livros?

1// Anexos (2011)

O trabalho de Lincoln é monitorar todos os e-mails trocados pelos funcionários do jornal onde trabalha, o The Courier. Em um ato de infração, ele não adverte as duas funcionárias Beth e Jennifer por suas conversas paralelas, e acaba se envolvendo pelas histórias cotidianas intermináveis e hilariantes das amigas.

2// Eleanor & Park (2013)

Eleanor e Park são vizinhos que sempre se encontram no ônibus escolar e, apesar de se evitarem no início, começam a conversar sobre assuntos que têm em comum como quadrinhos do X-Men e bandas de rock. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações.

3// Fangirl (2013)

Cath e Wren são irmãs gêmeas que nutrem um amor incondicional pela série Simon Snow (não é mencionado no livro, mas tudo leva a crer que se trate de Harry Potter). Além de se vestir como os personagens e participar de fóruns, Cath escreve uma fanfiction de bastante sucesso sobre os personagens, a Vá em frente, Simon. Diferente de sua irmã gêmea, Wren, que ao crescer deixou o fandom de lado, Cath simplesmente não consegue se desapegar do universo criado pela autora Gemma T. Leslie. Mas agora que ambas vão para a faculdade, Wren não quer mais ter contato com a irmã, deixando Cath desolada em uma nova fase de sua vida.

4// Ligações (2014)

O casamento de Georgie e Neal não anda nada bem e, depois de recusar passar o Natal com o marido em Omaha para aceitar uma proposta de trabalho, ela se pergunta se realmente arruinou tudo. Mas Georgie acaba descobrindo uma forma de se comunicar com Neal no passado e sente que essa é a oportunidade única para consertar o seu casamento.

Confesso que ainda estou lendo o último livro, Ligações, mas não preciso terminar a história para saber que o que mais me marcou foi o Fangirl. Por que será? Gêmeas? Check! Simon Snow a.k.a Harry Potter? Check! Separação conturbada? Check! Fanfic? Check! Esse livro parece que narra a história da minha vida. Tá! Eu não dormia num dormitório na minha época de faculdade, mas me identifiquei com várias passagens do livro pelo fato de a autora conseguir retratar muito bem a relação entre irmãos gêmeos.

Já leram alguns desses títulos? Qual deles vocês mais gostaram?

Beijão e até mais!

Facebook  |  Twitter  |  Instagram da Mariana  |  Instagram da Nayara  |  DeviantArt  | Bloglovin’

badge_post_01
Literatura

Livro Golem e o Gênio

20 de julho, 2015 por

Olá, gente. Como vocês estão?

Hoje eu vou mostrar para vocês um livro que eu queria há muito tempo, o Golem e o Gênio, que nos foi enviado gentilmente pela editora DarkSide Books.

O livro narra a história de Ahmad, um gênio trancafiado por séculos dentro de uma garrafa, e Chava, uma golem feita de barro, atraídos a uma Manhattan do século XX. Por uma reviravolta do destino, essas criaturas se tornam fiéis companheiros até que um incidente os separa. E é aí que as coisas ficam bem complicadas.

Para quem gostou, veja a sinopse:

Chava é uma golem, criatura feita de barro, trazida à vida por um estranho rabino envolvido com os estudos alquímicos da Cabala. Ahmad é um gênio, ser feito de fogo, nascido no deserto sírio, preso em uma antiga garrafa de cobre por um beduíno, séculos atrás. Atraídos pelo destino à parte mais pobre de uma Manhattan construída por imigrantes, Ahmad e Chava se tornam improváveis amigos e companheiros de alma, desafiando suas naturezas opostas. Até a noite em que um terrível incidente os separa. Mas uma poderosa ameaça vai reuni-los novamente, colocando em risco suas existências e obrigando-os a fazer uma escolha definitiva.

Para conhecer um pouco mais da história, acesse o site de Golem e o Gênio.
Golem e o Gênio Golem e o Gênio Golem e o GênioGolem e o GênioGolem e o GênioGolem e o GênioGolem e o Gênio

Gente, assim que eu finalizar o livro Golem e o Gênio, escrevo uma resenha bem detalhada, ok?

Até mais!

Facebook  |  Twitter  |  Instagram da Mariana  |  Instagram da Nayara  |  DeviantArt  | Bloglovin’

Literatura

Mochilão da Record com Carina Rissi

12 de junho, 2015 por

Mochila da Record com a Carina Rissi - 7

Olá, pessoal. Como vocês estão? Espero que esteja tudo bem!

Ontem foi o evento literário mais aguardado do mês de Junho, o Mochilão da Record, que contou com a participação da escritora brasileira Carina Rissi como convidada especial. Além da noite de autógrafos com a autora de Perdida, Procura-se um Marido e No Mundo da Luna, ainda pudemos conferir vários lançamentos em primeira mão para a segunda metade do ano. Já posso adiantar que séries maravilhosas como Harry Potter e Trono de Vidro contam com novos lançamentos saindo quentinhos da gráfica hehe!. E para aqueles que buscam novos títulos com tramas envolventes e histórias inovadoras, os títulos Brilhantes e A Garota do Trem prometem não decepcionar.

Mochilão da record com a Carina Rissi - 1

Depois da apresentação dos novos lançamentos literários da editora Record, o momento mais aguardado chegou: a sessão de autógrafos. Foi uma experiência bastante emocionante pegar o autógrafo da Carina Rissi e ainda ter alguns minutinhos para conversar sobre as suas obras e elogiar o seu trabalho, é claro. Fizemos questão de registrar todo o momento para deixar esse dia marcado para sempre.

Mochilão da record com a Carina Rissi - 2

Mochilão da record com a Carina Rissi - 3

A Carina é uma escritora super talentosa que em cada livro nos encanta com suas personagens tão familiares e reais. Sua forma de escrita nos envolve, sendo muito fácil se identificar com as mais variadas situações que suas personagens vivenciam. Para quem ainda não leu seus livros sugiro que comecem para ontem!

Mochilão da record com a Carina Rissi - 4

O legal de eventos literários é que você sempre volta para casa com brindes bacanas. Dessa vez ganhamos vários marcadores de página, além de blocos de anotações super úteis e ecobags com o nome da turnê. Maaaas, para os sortudos como eu, um brinde não é o bastante! Ganhei no sorteio essa belezura da foto abaixo, o livro Red Hill da mesma autora do famosíssimo Belo Desastre. Será que eu curti?

Mochilão da record com a Carina Rissi - 5

Mochilão da record com a Carina Rissi - 6

Participar de eventos literários já virou o nosso mais novo vício. Aguardando ansiosamente o próximo! #MochilãodaRecord

Até mais!

Facebook  |  Twitter  |  Instagram da Mariana  |  Instagram da Nayara  |  DeviantArt  | Bloglovin’

Literatura

Bolsa de Fomento à Literatura do MinC

24 de maio, 2015 por

Bolsa de fomento à literatura

Olá, pessoal. Como vocês estão? Tenho ótimas novidades para contar para vocês.

Há mais de um ano eu enviei uma proposta de um livro para a seleção de Bolsa de Fomento à Literatura do Ministério da Cultura. Elaborei uma extensa proposta com Objetivos Gerais e Específicos, Justificativa, Cronograma de Execução e tudo o mais que eu tinha direito, além de duas mil palavras do meu manuscrito. Apertei o Enter e cruzei os dedos. O resultado, que eu imaginava sair no máximo em três meses, demorou muito mais do que o esperado. Passei vários  meses apertando F5 no portal do Ministério, entrando no Twitter dezenas de vezes ao dia e visitando a FanPage no Facebook, mas quando completou um ano de espera, fiquei bem desmotivada.

Passei a visitar o portal do MinC só uma vez por semana, a entrar no Twitter a cada 20 dias, e minhas esperanças lá embaixo. Mas, há duas semanas, recebi um e-mail reacendendo a chama da esperança. Dizia que o resultado sairia no dia 12, e eu pirei de emoção. No entanto, esperar o final de semana passar foi um sufoco! E no bendito dia, acordei cedo e fiquei com os olhos pregados no portal atualizando a página a cada segundo. Quando chegou 20:00, eu já estava com o indicador doendo e cansada demais. “E seu ganhasse, o que seria do meu intercâmbio? E se eu não ganhasse, quando eu iria finalmente escrever o meu livro?”. Resolvi desligar o computador e assistir alguma coisa, livrar minha mente dessa inquietação. Se o resultado saísse naquele dia, teria saído lá pelas 17, e não depois da oito horas da noite, pensei.

No dia seguinte pela manhã, acordei cedo e fiquei agoniada na cama pensando nas minhas possibilidades: eu já tinha um intercâmbio pago para ir aos EUA, mas se eu ganhasse aquela bolsa, teria uma boa quantia em reais para incentivar o meu sonho de escrever. Estava nesse impasse até escutar a Mariana vindo até o quarto conversando com a minha cadela Letícia:

  • Bora, Leti, acordar a Nay, que agora é escritora.

Eu dei um pulo da cama, recebi uma abraço canino da Leti e outro da Mariana. Eu realmente ganhei a bolsa! Fui a quarta escolhida da região centro-oeste!

É isso, pessoal. Nem preciso dizer que estou mega feliz. Ah, e o que isso quer dizer? Que em breve teremos um livro escrito por mim nas livrarias.

Yeah!

Facebook  |  Twitter  |  Instagram da Mariana  |  Instagram da Nayara  |  DeviantArt  | Bloglovin’

Literatura

Próximos lançamentos literários

16 de março, 2015 por

Olá, pessoal. Como vocês estão?

Hoje eu trouxe os próximos lançamentos literários que mais fiquei com vontade de ler. Alguns serão lançados até o final do mês, outros em abril e poucos em maio, mas a espera está me deixando com mais vontade de ler. Eu selecionei livros variados, porque tenho gosto variado, abrangendo livros técnicos, livros de romance adolescente, livros interativos, livros de fantasia, suspense e distopia.

Vejam quanta coisa boa está por vir!

No mundo da Luna, de Carina Rissi

É o terceiro livro da Carina Rissi publicado e trata da história de Luna, cuja vida está uma bagunça. O namorado a traiu com a vizinha, seu carro passa mais tempo na oficina do que com ela e seu chefe vive trocando seu nome. Recém-formada em jornalismo, ela trabalha como recepcionista na renomada Fatos & Furos, e por uma virada do destino, começa a assinar a coluna de horóscopo da revista. Embora não tenha a menor ideia de como fazer um mapa astral e não acredite em nenhum tipo de magia, Luna aceita o desafio sem pestanejar. Afinal, quão complicado pode ser criar um texto em que ninguém presta atenção? O livro promete muita confusão e um romance divertido, como é de costume da autora. Já está na lista!

Sobre a escrita, de Stephen King

Sobre a escrita é uma autobiografia misturada com um manual para escritores iniciantes e acho que deve ser ótimo nas duas vertentes. Quero que chegue logo abril para eu adquirir meu exemplar!

Garota Online, de Zoella

O livro estreante da blogueira Zoella conta a história de Penny, de nickname Garota Online, que escreve um blog no qual desabafa seus sentimentos mais íntimos sobre amizade, meninos, os dramas do colégio, sua família maluca e os ataques de pânico que começaram a dominar sua vida. Quando as coisas vão de mal a pior, sua família a leva para Nova York, onde ela conhece Noah, um garoto lindo que toca guitarra, e com quem ela parece ter muito em comum. De repente, ela percebe que está se apaixonando — e escreve sobre cada momento dessa história em seu blog, de maneira anônima. Só que Noah também tem um segredo, que ameaça arruinar o disfarce de Penny para sempre. Depois do bafafá que rodeou a internet a respeito da autoria do livro, já que foi escrito por um ghostwriter, fiquei com vontade de saber de qual é.

O Mar Infinito, de Rick Yancey

O segundo volume da saga de Cassie Sullivan, iniciada em A 5ª Onda, mostra os desdobramentos de Cassie e seus amigos após terem sobrevivido às quatro ondas de destruição provocadas pelos Outros. Agora, com a raça humana quase exterminada e a 5ª Onda encobrindo a Terra, os sobreviventes devem fazer uma difícil escolha, porque o próximo ataque é mais do que possível – é inevitável.

A Herdeira, de Kiera Cass

Diante do sucesso de A Seleção, Kiera Cass decidiu apostar em mais uma série ambientada no mesmo universo de sua recém-finalizada obra. Dessa vez Eadlyn, filha de America e Maxon, vai ser responsável por escolher um entre trinta e cinco  pretendentes em mais uma Seleção. Espero que ela consiga explorar o universo criado e nos mostre uma história pouco previsível e diferente de A Seleção.

Coisas bem legais para ser muito feliz, de Mr. Wonderful

Coisas bem legais para ser muito feliz é mais um livro interativo dentre o mar que vemos pelas livrarias. A sinopse diz que é “o livro menos livro do mundo: é uma experiência, um sorriso. É como um espelho, um presente. É um caderno e um álbum”. Bora ver como vai ser, né?

Síndrome Psíquica Grave, de Alicia Thompson

Síndrome Psíquica Grave acompanha a história de Leigh Nolan, uma jovem estudante de psicologia que tem a tendência de analisar demais as coisas, costume que vai levá-la a passar por várias situações complicadas.

Jonathan Strange & Mr. Carrell, de Susanna Clarke

Em 1806, Mr. Norrell revela seus poderes em um período em que se acreditava que a magia havia se perdido há muito tempo, e, logo, torna-se célebre e influente. Ele parte para Londres, onde colabora com o governo no combate a Napoleão Bonaparte e coloca em prática seu plano de controlar todo o conhecimento mágico do país. No entanto, Jonathan Strange, um jovem nobre e impetuoso, descobre que também possui talentos mágicos. Ele é recebido por Norrell como seu discípulo, mas logo os dois começam a se desentender… e essa rixa pode colocar em risco toda a Inglaterra.

Golem e o gênio, de Helene Wecker

Esse é um dos livros que eu estou mais ansiosa desde que vi inúmeros comentários positivos no GoodReads. Olha só a sinopse: Chava é uma golem, criatura feita de barro, trazida à vida por um estranho rabino envolvido com os estudos alquímicos da Cabala. Ahmad é um gênio, ser feito de fogo, nascido no deserto sírio, preso em uma antiga garrafa de cobre por um beduíno, séculos atrás. Atraídos pelo destino à parte mais pobre de uma Manhattan construída por imigrantes, Ahmad e Chava se tornam improváveis amigos e companheiros de alma, desafiando suas naturezas opostas. Até a noite em que um terrível incidente os separa. Mas uma poderosa ameaça vai reuni-los novamente, colocando em risco suas existências e obrigando-os a fazer uma escolha definitiva. Parece bom ou parece bom?

E esses foram os lançamentos literários que mais me interessaram em diferentes graus. O que vocês acharam deles? Os que eu mais quero ler são Sobre a escrita, Golem e o gênio e Jonathan Strange & Mr. Carrell, que me surpreenderam com suas sinopses. E quais são os de vocês?

Espero que tenham gostado.

Facebook  |  Twitter  |  Instagram da Mariana  |  Instagram da Nayara  |  DeviantArt  | Bloglovin’

Literatura

O Misterioso Lar Cavendish

28 de outubro, 2014 por

Essa é a primeira resenha literária do blog Gema de Ovo. Yay! O livro resenhado é uma cortesia da editora Gutenberg e a opinião abaixo corresponde à minha (Nayara), depois da leitura do livro. Contém spoilers moderados.

O Misterioso Lar Cavendish

O Misterioso Lar Cavendish tem uma premissa bastante simples: uma garota de 12 anos, Victoria Wright, precisa ir em busca de seu melhor amigo, Lawrence Prewitt, depois que ele desaparece misteriosamente. Mas na história de Claire Legrand, as coisas não são bem o que parecem: há um fundo mais assustador do que se imagina ter.

Ideal para fãs de Coraline e A Casa MonstroO Misterioso Lar Cavendish é uma leitura sombria, grotesca e estranhamente sinistra que promete assustar até mesmo quem não é muito adepto de literatura infanto-juvenil.

O Misterioso Lar Cavendish

Victoria e Lawrence vivem na linda e pacata Belleville, uma cidade para pessoas exemplares, sendo Victoria a mais exemplar de todas elas. Linda e perfeita, Victoria não tem tempo para amigos, porque amizade dá trabalho e ela não quer intervenções quando o objetivo de sua vida é honrar o nome que recebeu. Por outro lado, há Lawrence, um exímio pianista da sala de aula de Victoria, que representa tudo aquilo que ela não é: desorganizado, preguiçoso e desleixado. Tanta imperfeição começa a afetar Victoria, que decide, então, adotar Lawrence como seu projeto pessoal: afinal, quem poderia dar um jeito em Lawrence senão ela?

“Sacrificar  seu valioso tempo para dar um jeito em Lawrence seria um presente para a comunidade de Belleville. ‘Que caridoso da sua parte, Victoria’, as pessoas diriam, e sorririam para ela e desejariam que seus filhos fossem como ela.”

O que começou como um simples ato de caridade se transforma em uma amizade real e profunda, mas logo as coisas se complicam quando o garoto desaparece, sendo Victoria a única que parece se importar e se lembrar do rapaz. Movida pela curiosidade, Victoria começa uma investigação perigosa passando pela Academia Impetus, por bibliotecas e pela vizinhança onde mora, até ser levada para o O Lar da srª. Cavendish para Meninos e Meninas, um velho orfanato no fim da rua onde mora, comandado pela Sra. Cavendish e o jardineiro sr. Alice.

O Misterioso Lar Cavendish

O Lar me pareceu uma mistura do Castelo Animado com A Casa Mostro, não só porque a autora também explora animosidade e monstruosidade na habitação que dá nome ao livro, mas porque o Lar é vivo, uma entidade temperamental, um personagem importante da história. Lá, acontecem as mais terríveis situações provocadas pela sra. Cavendish e o sr. Alice, sempre colocando a perfeição de Victoria à prova.

O livro é em terceira pessoa, o que para mim é um ponto positivo, mas eu estranhei o fato de o diálogo ser todo apresentado entre aspas ao invés de travessões – o que não é ruim, só diferente. Além disso, outro ponto que me chamou atenção foram as ilustrações no decorrer do livro, como os insetos em meio às páginas – uma distração mais que bem-vinda.

IMG_3964

Em relação aos personagens, Victoria vai agradar muita gente, com seu entusiamo e determinação, mas acredito que suas pecuinhas atrapalharam um pouco o fluxo da história. Achei um tanto desnecessário e irrelevante ela ficar sempre relembrando de ter tirado um B, por exemplo. Já Lawrence, por outro lado, me conquistou com sua paixão por música. As cenas em que ele toca piano são as mais carregadas de emoção e significado, além de proporcionar um certo alívio dentre tanto mistério. Apesar de ele não ter muito destaque no livro (porque ele desaparece logo no começo, e porque, bem, Victoria rouba toda a cena com sua personalidade forte),  a amizade dos dois é  certamente memorável. Aposto que algumas conversas entre os dois vão arrancar alguns sorrisos por aí. O comportamento da sra. Cavendish e do sr. Alice vão deixar muita gente assustada e torcendo cada vez mais pelas crianças, pelos serviçais (vocês vão se surpreender com a história deles) e pelos moradores de Belleville, apesar de a motivação deles não ser tão forte quanto o que fazem.

“As pessoinhas eram horríveis e lembravam aqueles cachorros com rostos esmagados e enrugados. Suas costas curvavam-se estranhamente. Tinham tocos em vez de pés e mãos, e pedaços faltando na pele”.

Por fim, o livro é rápido de se ler e o desfecho é satisfatório, mas algumas cenas foram grotescas demais, o que pode não agradar muita gente. Há cenas perturbadoras de punição, agressão corporal e oral, sequestro, abandono, alimentação forçada, canibalismo e muitas, muitas baratas. Se você gostou de Coraline, e procura uma leitura sombria nesses dias de chuva, com certeza você vai gostar.

Para quem se perguntou quem é a fofa das fotos, é a Letícia, a cadelinha mais meiga do mundo e que adora livros sombrios.

 

Gostaram da resenha? Nos conte o que achou. Se você leu o livro, adoraria saber sua opinião.

Até a próxima.

Literatura

O misterioso lar Cavendish

5 de outubro, 2014 por

IMG_3701_ed

Olá, pessoal. Como vocês estão?

É com grande alegria que anunciamos a primeira parceria do blog! Há algum tempo entramos em contato com a Editora Autêntica para solicitar um parceria literária e o pedido foi aceito. Viva! Ontem chegou aqui em casa o primeiro exemplar que será resenhado aqui no blog, O misterioso lar Cavendish, do selo Gutenberg, que conta a história da perfeita e impecável Victoria que vê seu mundo virar de cabeça para baixo com o desaparecimento do seu melhor amigo, Lawrence. Sendo ignorada pelos adultos, Victoria se vê como a única pessoa capaz de trazer seu amigo de volta.

IMG_3750_ed

Eu fiquei super curiosa para saber o que acontece no livro. E vocês? A leitura é super fácil, ideal para aqueles dias em que buscamos uma leitura mais leve e singela. Já a ilustração da capa é um caso à parte,  com estilo bem simples e infantil, mas sem deixar de contar com uma aura de mistério, ótimo artifício para instigar o leitor. A aplicação de verniz localizado na capa deixou tudo mais sofisticado, um deleite para os olhos daqueles que adoram comprar livros pela capa.

IMG_3742_ed

IMG_3722_ed

IMG_3723_ed
IMG_3710_ed

IMG_3703_ed

É isso, pessoal. Aguardem que semana que vem tem uma resenha caprichadíssima para vocês. Até mais!

Literatura

Lançamentos literários de outubro

1 de outubro, 2014 por

Lançamentos Literários de outubro de 2014

Vários dos livros que eu vi na lista dos mais lidos do Goodreads serão lançados no Brasil em outubro. E não é que já estamos no dia primeiro? Fiquei super empolgada com os comentários positivos sobre o livro A menina que tinha dons, de M. R. Carey, e  fiquei curiosa com o Perdido em Marte, de Andy Weir, que figurou várias semanas na lista dos mais lidos do gênero Ficção Científica na rede social. Mas não é só M. R. Carey e Andy Weir que tem lançamento por aqui não. Holly Black, Cassandra Clare, George R. R. Martin, Scott Lynch e  Kat Zhang são outros autores traduzidos para o português.

Veja nossas indicações.

 

Magisterium, de Holly Black e Casandra Clare

Magisterium é uma série escrita por Holly Black (A Menina mais fria de Coldtown) e Cassandra Clare (Os Instrumentos Mortais) numa parceria que tem tudo para dar certo. Na obra, Callum Hunt não quer passar no Desafio de Ferro, porque acredita que só vai lhe trazer coisas ruim. Então, ele se esforça ao máximo para fazer o pior, mas falha em seu plano de falhar. Agora ele terá que entrar no Magisterium, um lugar sinistro e incrível, com laços sombrios que unem o passado de Call e um caminho tortuoso até o seu futuro. Pelo que vi nos sites estrangeiros, a história tem um quê de Harry Potter, com aquela aura de mistério tão peculiar na obra de Rowling. Só não sei se essa semelhança é uma coisa boa ou ruim…

 

A Menina que tinha dons, de M. R. Carey

Escrito por um cultuado roteirista da Marvel e da DC Comics, A menina que tinha dons permance na lista de livros mais lidos da semana na categoria Ficção do site Goodreads desde o seu lançamento. Aclamado pela crítica, o livro se tornou um bestseller na Grã-Bretanha e nos Estados Unidos ao contar a história de Melanie, uma menina superdotada que faz parte de um grupo de portadores de um vírus que se espalhou pela Terra e que são a única esperança de reverter os efeitos dessa praga sobre a humanidade. Parece bom, né?

 

Perdido em Marte, de Andy Weir

Em Perdido em Marte acompanhamos a história do astronauta Mark Watney que foi deixado para trás depois de um terrível acidente no planeta vermelho. De repente, ele se vê completamente sozinho, e tenta, munido de suas habilidades de engenheiro e botânico e um senso de humor inabalável, sobreviver apesar das adversidades. Se lembrou de Gravidade? Pois é, eu também. Mas é aí que fica um pouco diferente. Para sobreviver, Mark fará de tudo, inclusive plantar batatas em Marte, e,  usando uma genial mistura de cálculos e fita adesiva, vai elaborar um plano para entrar em contato com a Nasa e, quem sabe, sair vivo de lá. Ou seja: Gravidade + batatas marcianas + MacGyver = tem como isso dar errado?

 

Mares de sangue – Nobres Vigaristas (Vol. 2), de Scott Lynch

Mares de sangue é o segundo livro da saga de Locke Lamora. Confesso que ainda nem comecei a ler o primeiro, mas a sinopse do segundo já me deu vontade de pegar meu exemplar na estante e ler pra ontem. Olha só: o golpista Locke Lamora e seu fiel companheiro, Jean Tannen, fogem de sua cidade natal e desembarcam na exótica Tal Verrar para fazer o que fazem de melhor: roubar dos ricos e embolsar o dinheiro. Só que dessa vez eles vão parar numa casa de jogos, mas não é uma casa de jogos qualquer – é a mais exclusiva casa de jogos do mundo, onde a regra é punir com a morte qualquer um que tente trapacear. Casas de jogos já são legais no mundo real, imaginem num mundo fantástico?

 

O Dragão de Gelo, de George R. R. Martin

Para quem é fã de Martin, chega ao Brasil o livro que marca a estreia do autor na literatura infantil. O Dragão de Gelo narra a história de Adara, uma criança nascida no frio mais intenso do inverno, e sua jornada ao lado do dragão que sempre a acompanhou às escondidas. A sinopse me lembrou um bocado de Como treinar seu dragão, que eu adoro, mas no mesmo universo das Crônicas de Gelo e Fogo.  Acredito que esse livro vá ser uma boa pedida pra mim, que deixou de lado as Crônicas de Gelo e Fogo na página 400 de A Dança dos Dragões, (pelo motivo de não aguentar ler mais de 50 nomes por página), mas que ama personagens como Aria, Tyrion e Jon Snow, e simplesmente adora o universo criado pelo autor. Se eu conseguir por as mãos nesse livro, com certeza vou adorar ler.

 

O que restou de mim – As crônicas híbridas (Vol.1), de Kat Zhang

Eu também já vi esse livro nas listas de Ficção Científica do Goodreads, mas não me chamou muita atenção porque achei a sinopse muito parecida com A Hospedeira, da Stephanie Meyer (Crepúsculo),  que não gostei muito. Mas depois que amadureci o universo na cabeça, acabei achando que a história de Kat Zhang parece ter um embasamento maior. Na história, Addie e Eva são híbridas, ou seja, duas almas que dividem o mesmo corpo. Considerados instáveis e perigosos, os híbridos foram perseguidos e eliminados das Américas. E quando o segredo delas é ameaçado, Eva e Addie descobrirão da pior forma que há muito mais sobre os híbridos do que os noticiários de TV e os livros de história contam.

 

E então, gostaram dos lançamentos? Eu, particularmente, gostei muito de A menina que tinha dons e de Perdido em Marte. Já encomendei meu exemplar da obra de M. R. Carey, e quando finalizar a leitura, farei uma resenha caprichada.

Até a próxima.

Literatura Tags

Copa dos Livros

15 de julho, 2014 por

Com o recente encerramento da Copa do Mundo, já estou sentindo uma baita saudade de acompanhar os jogos durante as férias, de vibrar com as vitórias, chorar com as derrotas, eleger os favoritos, me emocionar com as reviravoltas do torneio, que, bem, foram muitas; comer pão de queijo nos jogos do Brasil, marcar minha tabelinha da copa…

Mas o que é bom um dia acaba. E para deixar registrado no Gema que essa foi a melhor Copa que já assisti, vou responder às perguntas da tag Copa das Livros, uma iniciativa do blog Coração de Tinta, que elaborou uma associação muito engraçada entre Copa do Mundo e literatura.

P.S: Essa é a primeira vez que o Gema participa de uma tag/meme, e eu fiquei super ansiosa pra responder às perguntas depois que eu vi uma postagem sobre ela no blog Pássaros Feridos.

P.P.S: Como as questões foram elaboradas no início do torneio, fiz algumas modificações no texto para encaixar melhor no contexto.

Vamos à lista!

***

1. Escolha livros na sua estante que represente as cores da bandeira brasileira:

bandeira do brasil Copa dos livros

Branco: A escolha, de Kiera Cass (Falei sobre ele aqui). Último volume da saga de América Singer, que conta a história de uma garota que participa de uma seleção para a escolha da futura esposa do príncipe Maxon.
Azul: Eragon, de Christopher Paolini. Primeiro volume do Ciclo da Herança, que conta as aventura do jovem Eragon e de seu dragão Saphira.
Amarelo: Morte Súbita, de J.K. Rowling. Livro adulto da escritora de Harry Potter.
Verde: Incendeia-me, de Tahereh Mafi. Encerramento da saga de Juliette, uma garota que não pode tocar ninguém.

Bônus: encontrei meu exemplar de A lha dos Dissidentes, da brasiliense Bárbara Morais, que tem todas as cores da bandeira do Brasil!

A Ilha dos Dissidentes

2. Festa da Abertura
É dia de festa, a alegria contagia a multidão e o clima de descontração deixa tudo mais leve. Com isso em mente, indique um livro leve e divertido para entrar no clima da festa.

O circo da noite

O Circo da Noite, de Erin Morgenstern
Ótimo para quem gosta de uma fantasia mais branda, envolvendo muita magia, truques, aventura, e claro, um circo cheio de mistérios! E o melhor, é volume único.

3. Jogo de Estreia
É dia de estreia. Nervos à flor da pele. Você já estourou a pipoca, pegou o guaraná geladinho e o jogo nada de começar. A ansiedade já está atingindo o grau de máximo em sua escala. Quem é louco por livros também fica ansioso. Então me diga, qual é ou foi o lançamento mais aguardado por você em 2014.

Medo, Michael Grant

Medo, de Michael Grant
Com toda a certeza Medo (Falei sobre ele aqui e aqui) é o livro mais aguardado de 2014. Estou agoniada, ansiosa e aflita para saber o destino dos meninos da Praia Perdida, que já passaram por maus bocados desde que os adultos desapareceram misteriosamente e uma redoma os lacrou numa cidade. É pouco ou quer mais?

4. Narrador “Cala a boca Galvão”, o famoso pé no saco
Chegou o grande dia, porém o narrador do jogo é um porre. Quem nunca se deparou com uma narrativa arrastada e difícil de digerir? Qual foi o livro que tinha tudo pra ser cinco estrelas, porém a narrativa se tornou um problema?

Estilhaça-me

Estilhaça-me, de Tahereh Mafi
Confesso que minha primeira impressão sobre Estilhaça-me não foi nada boa. A narrativa da autora me deixou muito confusa, isto porque ela queria representar fielmente os pensamentos desconexos da protagonista Juliette, encarcerada por 264 dias desde que matou um garoto com um toque. Para aumentar a imersão do leitor nos pensamentos de Juliette, Mafi utilizou recursos como falta de pontuação, repetição de palavras, quebra de linha no meio de frases e até texto tachado. Depois de algumas páginas, me acostumei e Estilhaça-me se tornou uma leitura surpreendente.

5. Eliminados na primeira fase
Acabou a primeira fase e algumas seleções dão adeus ao sonho da taça. Nem sempre um livro, ou uma serie, nos convence logo nas primeiras páginas. Qual foi o livro, ou série que você desistiu ou abandonou a leitura logo no início?

A quinta onda

A 5ª onda, de Rick Yancey
Esse livro simplesmente não é pra mim. Não consegui nem sair da centésima página, e olha que eu me esforço muito pra terminar uma leitura. Achei que o comportamento dos personagens não condizia com a situação, sem contar na pouca ou nenhuma profundidade deles e em suas vozes que pareciam idênticas. O que me fez desistir de vez foi o encontro de Cassie com Evan e aquela melação toda que se sucedeu. Afinal, quando você está sozinha num mundo pós-apocalíptico, a primeira coisa que você vai fazer é brincar de casinha com um desconhecido, né?
Não vou falar mais, que é pra não influenciar quem tem vontade de conhecer o mundo construído por Rick Yancey.

6. O artilheiro da copa
O jogador que marca mais gols na copa é considerado o artilheiro. Para os que não sabem, o atacante alemão Miroslav Klose superou Ronaldo “Fenômeno” como o maior artilheiro de todos os tempos em Copas do Mundo no jogo contra o Brasil na semi-final. O mundo literário também possui seus artilheiros, autores que batem um bolão em todos seus lançamentos. Qual é o autor que está batendo um bolão em sua opinião?

J. K. Rowling

J. K. Rowling
Eu amo tudo que J. K. Rowling escreve, desde Harry Potter até sua empreitada pela literatura adulta. Rowling vem se mostrando um escritora versátil e inteligente, conquistando de vez o público adulto com o ótimo Morte Súbita e a série investigativa do detetive Cormoran Strike, iniciado por O chamado do Cuco e o seguido por The Silkworn (Falei sobre ele aqui). É por isso que ela é e será a artilheira de todas as Copas!

7. A zebra da copa
Futebol é uma caixinha de surpresas, e alguns resultados inesperados são considerados como “zebra”. Isso aconteceu quando o Brasil perdeu de 7 a 1 para a Alemanha na semi-final da Copa do Mundo de 2014, se tornando a pior derrota de um país anfitrião na fase final destes torneios. No mundo literário sempre nos surpreendemos também. Qual foi o livro que você não dava muita bola e que acabou ganhando seu coração?

Fronteiras do Universo

Série Fronteiras do Universo, de Philip Pullman
Sempre tive preconceito com A Bússola de Ouro desde que assisti ao filme há algum tempo, lá no SBT, com aquela dublagem estranha e com propagandas a cada 5 minutos. Mas aconteceu de eu ler resenhas positivas no Skoob sobre o título, que é seguido pelo A Faca Sutil e finalizado com A Luneta Âmbar, e eu fiquei encucada. Como pode um autor de literatura infantil ter sua adaptação cinematográfica proibida pelo Vaticano? Depois disso, descobri que a série se chama, no original, His Dark Materials, com His em maiúsculo porque se refere a Deus. Eu achei esse título genial, a proibição instigante e uma premissa ótima. Porque na história de Pullman, a Igreja e a estância que a rege, o Magisterium, estão envolvidos em experimentos envolvendo crianças para descobrir a essência do pecado e, assim, eliminá-lo. A Bússola de Ouro se tornou um dos meus livros favoritos de todos os tempos, e a série está guardadinha na minha prateleira para quando eu quiser reviver o mundo de Lyra Belacqua e seu daemon Pantalaimon.

8. A grande final
Duas grandes equipes se destacaram, lutaram e chegaram a final. Porém, somente um capitão vai poder levantar a taça e gritar é campeão. Ao segundo colocado cabe amargar a tristeza da derrota. Para simbolizar a tristeza, escolha um livro que te fez chorar ou te emocionou muito.

A Culpa é das Estrelas

A Culpa é das Estrelas, de John Green
Eu li esse livro todinho em dois dias no estágio. Logo nas primeiras páginas, eu pensei: “tem certeza que é um cara que está escrevendo isso?”. Lá pelas tantas eu concluí: “esse cara é bom!”. Em meio a isso foram risadas abafadas e idas furtivas ao banheiro para secar as lágrimas, afinal eu tava no estágio. Finalizei a leitura um pouco triste e com um sorriso no rosto, tudo ao mesmo tempo, e quando cheguei em casa, indiquei o livro pra Mariana, que começou a ler na hora e terminou na mesma tarde. Sabe quando a gente não quer largar o livro até finalizá-lo? É assim que a gente sabe que um livro é bom.

9. Campeão
E para finalizar escolha o melhor livro lido em 2014.

1984

1984, de George Orwell
Esse livro é inteligente, visionário e muito bom. Ele tem tudo a ver com os últimos acontecimentos envolvendo privacidade na rede, e se você se interessa pelo assunto, é uma ótima leitura, embora eu tenha uma reclamação: o enredo é simples. O que eu quero dizer é que para quem tem uma bagagem de filmes hollywoodianos e leituras juvenis, 1984 pode parecer um tanto chato em quesitos de enredo, pelo menos para mim, que estou acostumada com tramas rápidas, cheias de reviravoltas e muita ação.

O que vocês acharam do meme/tag? Gostariam de ver mais listas assim aqui no blog? Nos deixe um comentário!!