Viagem
Conhecendo o Chile de norte a sul
Fotografia
6 on 6: abril de 2017
Fotografia
6 on 6: agosto de 2017
Dicas
Siga a Minka Winka nas redes sociais
Ilustração
Usando bico de pena pela primeira vez

tutorial

Continue Lendo

Olá, pessoal. Como vocês estão?

Como falei aqui no blog, eu estava com muita vontade de voltar a desenhar usando métodos tradicionais. E foi por causa disso que comprei materiais novos, inclusive um bico de pena. Nunca tinha experimentado essa ferramenta antes e, como pensei que alguns de vocês também não tiveram a chance de usá-la, decidi registrar o passo a passo do processo.

Eu fiz o esboço no papel Aquarelle, da Canson. É um papel de gramatura 300g/m², bom para sketchs, mas não recomendo para pintura em aquarela: o papel encharca demais e fica enrugado quando seca. Por outro lado, achei o papel fácil de apagar, apesar da alta rugosidade da superfície.

Depois de pronto o esboço, comecei o contorno usando o nanquim Boku-Eki, da Daiso, o bico de pena da Zebra e a haste da Tachikawa. Num primeiro momento, estranhei a leveza do bico de pena e o fato de a mão parecer sem apoio, mas, depois de um tempo, percebi que essa leveza permitia que eu movimentasse o bico com mais liberdade.

Conforme se aperta o bico de pena no papel, as suas duas pontas se abrem liberando mais tinta, o que faz com que o traço fique mais espesso. Essa é a característica mais marcante do bico de pena, e eu particularmente adoro, porque dá mais movimento e estilo ao desenho. Além do mais, essa característica lembra muito mangá, não é?

Vocês devem ter reparado que o desenho está com vários borrões, né? É porque, por falta de costume, acabei passando a mão em cima do nanquim fresco. Com a prática, percebi que o ideal é rodar o desenho enquanto se está passando o nanquim para evitar as manchas.

Finalizado o contorno, decidi pintar o desenho com aquarela, mas acabei esperando pouco tempo. Eu tinha que ter esperado o nanquim secar bem (talvez de um dia para o outro), porque a água da aquarela amoleceu o nanquim e ele acabou escorrendo e se misturando com a tinta. Foi o que aconteceu com o cabelo, mas consegui reverter a situação deixando ele mais escuro para disfarçar os borrões.

Para a pintura com aquarela, o segredo é pintar de camada em camada, sempre esperando a anterior secar bem. É um processo demorado, mas o resultado compensa demais. Esse papel, em especial, não é muito bom para esse tipo de pintura, porque ele encharca rápido e enruga também (uma gramatura mais alta não resolveria o problema). O ideal é usar aquarela em papéis com uma alta porcentagem de algodão.

Esse é o resultado final depois de várias e várias camadas de aquarela. Ele borrou em alguns lugares, mas, apesar disso, gostei demais de como ficou no final. Caso queiram ver mais etapas do processo, eu compartilhei alguns videozinhos no meu Instagram (@nay_gemadeovo) mostrando detalhes do contorno e da pintura. Se tiver ficado alguma dúvida, deixe um comentário abaixo, que eu responderei com muito prazer.

Espero que tenham gostado da ilustração e até a próxima!

Gostou? compartilhe
postado por
Nayara
Futura escritora e a mais velha das gêmeas. Gosto de desenvolver projetos e compartilhar o processo criativo nesse cantinho que tanto amo. Afinal, melhor do que criar é mostrar que é possível fazer as coisas você mesmo.
Continue Lendo

Olá, pessoal, como vocês estão?

Fazia bastante tempo que eu e a Mariana não postávamos ilustrações nossas aqui no blog, né? Ainda bem que nos últimos dias arranjei um tempinho para desenhar e, finalmente, consegui atualizar a sessão de ilustração do Gema, que é, com certeza, a minha favorita.

A ideia para a ilustração veio do Pinterest: eu estava pesquisando por balões e boias divertidas por lá e acabei ficando com muita vontade de desenhar um monte deles em um cartão de aniversário. Além disso, pensei que seria muito desafiador tentar reproduzir o efeito metalizado/ inflável com as minhas técnicas de pintura digital.

Depois que eu decidi o que queria ilustrar (uma menina segurando balões), procurei por imagens que pudessem me inspirar, e o painel abaixo mostra algumas delas.

Me inspirei no moodboard acima, mas utilizei somente uma imagem como referência: a dos balões escrito YAY, porque queria reproduzir o brilho metalizado com bastante realismo no meu desenho.

Como sempre, tanto o contorno quanto a pintura foram feitos no Paint Tool SAI, que é a minha ferramenta preferida de pintura digital, porque além de ser super fácil de usar, ela também é leve e versátil.

Passo-a-passo: como eu uso o Paint Tool SAI

Antes de qualquer coisa, eu começo a esboçar livremente usando a ferramenta caneta do SAI. Depois que eu fico satisfeita com uma pose (o que pode demorar um bom tempo), finalizo o esboço acrescentando outros elementos, no caso da ilustração acima, os balões e as roupas da personagem. Eu acabei excluindo a camada do esboço sem querer durante o processo de pintura, por isso não vai dar para mostrar para vocês como ficou, mas geralmente é uma camada com muitos riscos, de várias cores, que fica até difícil identificar o que é o quê!

1// Depois que finalizei o esboço, eu criei uma nova camada e fiz o contorno com a ferramenta caneta, resultando na imagem 1 do painel acima. Para se conseguir um traçado limpo e homogêneo, basta fazer traços rápidos com a caneta da sua mesa digitalizadora.

2// Terminado o contorno, comecei a preencher as áreas com cores chapadas — pintei a base dos balões, das roupas, da pele e dos cabelos da personagem. Escolhi uma paleta de cores pastel, inspirada no painel de imagens.

3// Como eu queria um sombreado duro, usei a mesma ferramenta do traçado e da pintura: a caneta. Delimitei as áreas de sombras e preenchi com cores mais escuras que a cor da base. Nos balões, usei a ferramenta airbrush para fazer os brilhos brancos.

Esse é basicamente o meu processo de pintura atual. Fazendo um sombreado duro, economizo bastante tempo, o que não aconteceria se eu usasse a técnica de degradê, que é mais demorado porque é preciso mesclar as cores e formar um gradiente homogêneo. Para vocês terem uma ideia, demorei menos de uma hora para finalizar essa ilustração e se eu tivesse optado por fazer sombras em degradê, demoraria mais de duas horas!

Eu fiquei bastante satisfeita com o resultado final da ilustração; ficou bem do jeito que eu queria. Fazia muito tempo que eu não ilustrava por hobbie, somente a trabalho, e a sensação de liberdade que se tem em produzir uma coisa própria é indescritível. Espero ter mais tempo nos próximos dias para desenhar o que eu bem quiser! 😀

O que vocês acharam da ilustração e do post de hoje? Sentiram dificuldade em acompanhar o processo de pintura digital? Pode parecer difícil a princípio, mas é realmente simples como eu mostrei para vocês. Se alguém tiver qualquer dúvida nesse processo, é só deixar um comentário aqui embaixo, ok?

Até a próxima!

Gostou? compartilhe
postado por
Nayara
Futura escritora e a mais velha das gêmeas. Gosto de desenvolver projetos e compartilhar o processo criativo nesse cantinho que tanto amo. Afinal, melhor do que criar é mostrar que é possível fazer as coisas você mesmo.
Continue Lendo
Olá, pessoal! Como vocês estão? Hoje eu trago para vocês uma dica super barata para você dar aquela repaginada na sua blusa velha. Por que não fixar tachinhas em suas peças para deixá-las ainda mais interessantes? Para este tutorial você irá precisar de: Materiais Tachinhas à sua escolha; Lápis para marcar tecido; Alicate. Passo 1: Faça as linhas-guia! Primeiramente, risque com o lápis a peça para que as tachinhas sejam fixadas certinhas. Passo...
Continue Lendo
Como prometido, trago hoje o passo a passo de pintura da personagem Katniss Everdeen feita para a sessão Batalha das Heroínas. O processo foi bastante rápido, durou cerca de 3 horas, um tempo ainda bom pra quem não tem muita prática. Como sempre, não me atentei muito ao traçado. Costumo fazer um esboço bastante simples, às vezes até torto, com o intuito de somente me dar uma...
Continue Lendo
Me perguntaram nas redes sociais como eu ajustava meus pincéis para pintar com Paint Tool SAI. Eu dei uma leve explicada em como se configura em [Digital] – Dicas de pintura com o Paint Tool SAI, mas não falei os valores dos pincéis em específico, já que decidi dedicar uma postagem exclusivamente para isso. Vou dar algumas instruções, mas é ideal que o seu programa seja igual ao...
Continue Lendo
Que tal decorar a sua caneca do jeitinho que você achar melhor? Esse tutorial irá ensinar de maneira super prática como fazer isso, basta ter um forno em casa e a caneta própria para porcelana. Essa é uma ótima dica de presente para você que adora customizar coisinhas em casa. Vamos ao passo a passo? Lista de materiais:   ♦ Pano seco; ♦ Caneca branca, de preferência;...
Continue Lendo
Vendo alguns vídeos de tutoriais na internet, acabei me deparando com um muito interessante, que ensina a fazer seu próprio sketchbook (clique aqui para ver a primeira parte; e aqui, para a segunda). Como estava sem caderno para pintura, resolvi fazer um com folhas de alta gramatura para praticar aquarela. Para a confecção do caderno, você vai precisar: Bloco de papel de sua preferência (No meu caso...
Continue Lendo
Eu já estava descontente com a minha cadeira há algum tempo. Esse cinza do forro tava sério demais pro meu gosto, tava passando da hora de trocar por um tecido mais alegre. E por que não aproveitar a greve pra fazer isso? Caso você queira tentar em casa, aqui vai o passo a passo. Primeiro, selecione os materiais que serão usados pra reformar a sua cadeira. Eu...
Continue Lendo
Hoje eu resolvi fazer um rápido tutorial de pintural digital para Paint Tool SAI. Eu ainda estou aprendendo a pintar digitalmente, então não esperem grande coisa. Para quem não possui o software, vou disponibilizar um link para download do SAI aqui, porque sou a favor do uso de programas, não importa a providência, para usos educacionais. Bem, fiz o esboço ontem, assim como a lineart e comecei...